Casa da Mulher do Nordeste e Redes de Mulheres Produtoras lançam Campanha sobre Consumo Consciente e Solidário

“O que você consome é essencial para sua vida? – Mulheres organizadas por uma nova forma de consumo.” Esse é o mote da campanha que será lançada pela Casa da Mulher de Nordeste (CMN) na próxima terça-feira (12/04). A proposta é sensibilizar a sociedade para a urgência de serem adotadas práticas de Consumo Consciente e Solidário, modelo que se caracteriza pela escolha de cada pessoa sobre o que e como produzir, consumir e comprar, na perspectiva de uma vida saudável, socialmente justa e ambientalmente sustentável. A iniciativa conta com a parceria da Rede de Mulheres Produtoras do Recife e Região Metropolitana e da Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú.

Para garantir o êxito da campanha, a CMN pretende envolver diferentes movimentos sociais e organizações parceiras que atuam com temáticas como feminismo, agroecologia, segurança alimentar e nutricional e economia solidária. Dessa forma, já na Mesa de Diálogo sobre o tema, que acontecerá durante o lançamento da campanha, estão convidadas representantes de articulações e redes nessas áreas. Na ocasião, estarão presentes, ainda, 100 representantes da Rede de Mulheres Produtoras do Nordeste.

O foco principal da campanha é atingir as mulheres produtoras e os públicos com os quais elas se relacionam (consumidoras/ores diretas/os). No entanto, vai se tentar sensibilizar também a sociedade em geral, através de produtos como outdoor, outbus, panfletos, spots e programas de rádio, faixas, blog etc.

A campanha Consumo Consciente e Solidário integra um projeto mais amplo da Casa da Mulher do Nordeste, chamado TECENDO UM NORDESTE SOLIDÁRIO: Mulheres rurais e urbanas fortalecendo sua cidadania e autonomia econômica. Esse visa atingir, em dois anos, diretamente, 300 mulheres que vivem em situação de pobreza ou de risco, tanto da área urbana (100 mulheres da Região Metropolitana do Recife) como da rural (200 do Sertão do Pajeu), estimulando a capacidade produtiva desse publico, incidindo em políticas públicas e consolidando práticas de Economia Solidária. A iniciativa é patrocinada pela Petrobras, dentro do Programa Desenvolvimento & Cidadania, e pelo Governo Federal.

A campanha começa no dia 12 de abril, e a ideia é de que, durante os dois anos de projeto, ela seja trabalhada, principalmente, tendo as mulheres como agentes multiplicadoras dessa nova forma de consumo.

Fonte: Casa da Mulher do Nordeste

Deixe um comentário