Campanha “Mulher escuta Mulher: Pelo Fim da Violência”

Acolhimento de mulheres em situação de violência será realizada ao lado da Delegacia da Mulher
 
Para marcar o Dia Internacional pelo Fim da Violência contra as Mulheres, 25 de novembro, a ONG Cidadania Feminina, lança na próxima quarta-feira (11), a campanha “Mulher escuta Mulher: Pelo fim da violência”, que tem como objetivo sensibilizar a sociedade civil e os órgãos públicos que atendem a mulher em situação de violência, da importância do acolhimento, do conhecimento e da aplicabilidade da Lei Maria da Penha. Por três dias será montada uma tenda ao lado da Delegacia Especializada da Mulher do Recife, em Santo Amaro. A tenda tem como propósito à acolhida dessas mulheres enquanto aguardam serem atendidas.
 
Existem na sociedade diversos estímulos a denuncia da violência contra a mulher, que na maioria das vezes, depois de um difícil processo de fortalecimento ou encorajamento chega até uma Delegacia ou serviço de saúde e passa por um processo de vitimização dupla, uma pelo agressor e a outra pela violência institucional. Para a organização, a idéia desta campanha é mostrar que a violência institucional existe como a demora no atendimento e tantos outros empecilhos nos serviços à mulher em situação de violência. Além disso, sensibilizar as mulheres sobre a importância da denuncia, e mostrar que elas não estão sozinhas. No final do mês a tenda será na Delegacia Especializada da Mulher, de Prazeres.
 
Dados - O Estado de Pernambuco possui os maiores índices de mulheres assassinadas do país, por ano cerca de 300 mulheres são assassinadas no estado vítimas de, em 95% dos casos, agressões do próprio marido e pessoas próximas. Nos últimos cinco anos faleceram cerca de 2.143, segundo revela a pesquisa Caracterização dos Homicídios de Mulheres 2002-2008, do observatório da violência do SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia. No mês de janeiro/ 2009, 30 mulheres foram assassinadas no estado (quase um mulher por dia), segundo dados da Secretaria de Defesa Social do Estado. Salientando que em sua maioria são mulheres pobre, negras, jovens e de baixa escolaridade.
 
Serviço:
Campanha Mulher escuta Mulher: Pelo Fim da Violência
Datas: 11 a 13 de novembro
Hora: 8h às 17h
Local: Delegacia Especializada da Mulher do Recife, em Santo Amaro.

Tags: , , ,

Deixe um comentário